quarta-feira, 9 de abril de 2008

Fluminense FC Campeão Brasileiro da 3a Divisão de 1999

O Fluminense FC foi tão mal administrado nos anos 90 que foi parar na 3a Divisão do Campeonato Brasileiro.

O Rio de Janeiro tem 2 títulos da 3a Divisão: Olaria (1981) e Fluminense (1999).

Na foto estão: em pé: Diogo. Emerson. Flávio. Alexandre Lopes. Valber e Paulo Cesar.
Agachados: Marcos Brito. Julio Cesar. Yan. Tobert Brum e Magno Alves.

A Campanha:
1ª Fase:

0-2 Villa Nova (MG) – f
1-0 Serra (ES) – c
3-0 Goiânia (GO) – c
1-0 Dom Pedro II (DF) – c
3-4 Goiânia (GO) – f
2-0 Dom Pedro II (DF) – f
WO-0 Anapolina (GO) – c (1-0)
2-3 Anapolina (GO) – f
1-0 Serra (ES) – f
2a Fase:
1-1 Moto Club (MA) - f
1-0 Moto Club (MA) – c
2-1 Moto Club (MA) - c
3a Fase:
1-1 Americano (RJ) - f
4-0 Americano (RJ) – c
2-1 Americano (RJ) – c
Fase Final:
2-1 Náutico (PE) - c
WO-0 São Raimundo (AM) – f (1-0)
1-2 Serra (ES) – c
2-2 Serra (ES) – f
2-0 São Raimundo (AM) – c
2-1 Náutico (PE) - f

28 comentários:

Rob Zimmy disse...

me explique uma coisa... ja que o Florminense foi campeao da 3a divisao em 1999, o certo seria ele ter subido pra disputar a 2a divisao em 2000. Nao seria?

Entao, qual o motivo dele ter participado da primeira divisao no ano de 2000?

Ah sim... A copa Joao Havelange.

Ok. Mas, essa copa ja acabou faz 9 anos e o florminense continua na 1a divisao. Estranho nao?

Isso so mostra o quanto a CBF rouba para os times cariocas.
Por isso o futebol brasileiro esta a cada dia pior!!!

So espero que tanto o Florminense quanto todos os times cariocas caem mais uma vez pra 3a divisao. La sim é lugar pra times pequenos que precisam de "ajuda" pra vencer!

Miguel Gonzalez disse...

?

Edu@flu disse...

Em 1999, o Botafogo ganhou nos tribunais 3 pontos do São Paulo, assim rebaixando o Gama, este entrou na justiça comum, ganhando o direito de disputar a primeira. A CBF deixou nas mãos do Clube dos 13 o campeonato, que se chamava Copa João Havelange, nos mesmos moldes do Brasileirão, com a subida dos dois primeiros da série B de 1999, deixando o Gama de fora, o mesmo entrou novamente na justiça conseguindo então, o direito de jogar o principal campeonato do país. Já que não era Brasileiro, Fluminense, Bahia e Náutico foram convidados. O Vasco fora campeão. No ano seguinte, a CBF voltou a organizar. Quais seriam os critérios para montar o campeonato? A Copa João Havelange não sendo Brasileiro, o parâmetro seria os campeonatos realizados em 1999, certo? Errado. O Gama fora rebaixado, iria começar tudo de novo. Então o critério foi convidar os 32 melhores da João Havelange, onde o Gama se enquadrava. O Fluminense como nono colocado, permaneceu na primeira, assim como Bahia, Paraná, São Caetano, Náutico. Detalhe muito importante, o Botafogo havia perdido de 6x1 para o São Paulo, mas com a descoberta do caso de gato do Sandro Hiroshi, ganhou os pontos, quando o certo era o São Paulo perder 12 pontos e o Botafogo não ganhar ponto algum. Se não fosse esses 3 pontos, o rebaixado serra o Botafogo, causando a revolta Gama. Moral da história: O Fluminense não virou a mesa, o Eurico Miranda não ajudou ninguém, o Fluminense apenas se beneficiou com esta bagunça toda

Miguel Gonzalez disse...

A mesa foi virada para o Fluminense!

FOTÓGRAFO PROFISSIONAL disse...

O FLORMINENSE ESTA ACOSTUMADO A MUTRETAS PRA CONSEGUIR ALGUMA COISA ESSE É O RETRATO DO FUTEBOL BRASILEIRO. É O BRASIL,VERGONHA

Esporte Rio disse...

Foi uma vergonha mesmo!

Adelino P. Silva disse...

Na verdade, ninguém quer ver time grande, tradicional dos grandes centros ser rebaixado.
Um critério que acho justíssimo seria este: CLUBE QUE JÁ FOI OFICIALMENTE CAMPEÃO BRASILEIRO, TERIA O BENEFÍCIO DO NÃO REBAIXAMENTO, DESDE QUE ESTE NÃO OCORRESSE POR DUAS VEZES CONSECUTIVAS.

Mas desorganização existe mesmo. Já tivemos um clube muito popular do Rio, que se auto-intitulou Campeão Brasileiro, recusando-se a decidir o título legítimo com um outro do Nordeste. Resultado: ficamos com dois campeões naquele ano de 1987, lógico que com o devido apoio da mídia esportiva.
Gostei do blog. Muito esclarecedor.

Adelino P. Silva disse...

Teve um ano em que os presidentes de Botafogo, Fluminense e Flamengo tentaram organizar uma liga independente. O Vasco, do Eurico, não quis participar. Resultado: a liga não deu em nada, e enquanto os três perdiam tempo tentando boicotar o Campeonato Carioca, o Vasco, nem quis saber: ganhou fácil o título. O Botafogo chegou a escalar um time reserva no jogo contra o Flamengo para dificultar a vida do Vasco, mas os reservas alvi-negros "não sabiam" disso e derrotarm o rubro-negro. Coisas e histórias do folclórico futebol brasileiro.

Esporte Rio disse...

Adelino, só porque um time foi campeão brasileiro uma vez, não quer dizer que o time continua bom. Se cair, tem que jogar a Segundona mesmo.

Quanto ao Flamengo em 1987, acho que você desconhecesse a história da competição.

Esporte Rio disse...

Adelino, o Campeonato Estadual deveria ter parado de ser disputado no fim dos anos 90.

Adelino P. Silva disse...

Ao Esporte Rio.
- Já ouvi e li várias histórias sobre o Campeonato de 1987, e as versões variam de acordo com a preferência de quem conta a sua própria versão. Talvez aquela a qual tive conhecimento não seja a mais próxima da verdade, ok?;
- É verdade. O fato de um time ter sido bom num ano não é garantia de sê-lo no seguinte. Temos o caso recente do tricolor carioca, do alvinegro paulista e outros;
- O Campeonato Brasileiro é muito nivelado, às vezes por baixo, às vezes por cima. Vemos isso no atual, quando times tidos como ruins estão vencendo outros considerados bons. Então, o título de Campeão, na verdade, serviria apenas para garantir a sua participação legal (de honra) na Primeira Divisão. Garantia esta que, conforme nossa sugestão, não seria eterna, mas apenas por duas ocasiões;
- Quanto aos campeonatos regionais, opinarei mais tarde.
Um abraço com a renovação de meus elogios ao seu blog. Democrático e inteligente.

Adelino P. Silva disse...

Esporte Rio.

"Quanto ao Flamengo em 1987, acho que você desconhece a história da competição"

Diante de sua quase sugestão, fui dar uma olhada na história do Campeonato Brasileiro de 1987.
Realmente, o clube carioca apenas "não se intitulou" Campeão. Mas assim é considerado, o que prova o que falamos. Desorganização.

Quanto ao América e Guarani não terem sido convidados para o tão polêmico "Campeonato de 1987 do Clube dos 13 (ou 16)", lembramos que, independente disso, acima de todos está o nosso querido AMÉRICA FUTEBOL CLUBE, CAMPEÃO DOS CAMPEÕES, título que ostenta galhardamente na fachada de sua sede social, na Rua Campos Salles, Rio...

Esporte Rio disse...

Sugiro você assistir a um documentário da ESPN Brasil sobre o Campeonato Brasileiro de 1987.

Esporte Rio disse...

Por culpa da CBF, o Clube dos 13 organizou o melhor Campeonato Brasileiro de todos os tempos, que foi o de 1987, respaldado pelos 13 principais clubes do país, onde o Brasil parou para assistir a decisão da competição.

Adelino P. Silva disse...

Esporte Rio.
Concordo. Respaldado pelos <13 principais clubes> do Brasil. Não pelos <13 melhores times> do Brasil.
Sugestão aceita. Grato.

Esporte Rio disse...

Acho difícil que em 1987 algum time que tenha ficado de fora do Brasileiro fosse melhor do que aqueles 16.

Rubem Gonzalez Filho disse...

Sou torcedor Tricolor e a verdade é que o Flu não armou nada.
O Flu tinha sido bastante prejudicado pela queda pra Terceira, mas no meio disso surgiu a Unimed e o time se organizou.
Nos colocaram na Serie A, e tinhamos condiçoes de ser campeão da A sim, então por que provar que precisariamos pagar a Serie B

Esporte Rio disse...

Porque a lei esportiva e o regulamento da competição diz que o campeão da 3a Divisão é promovido para a 2a Divisão e não para a 1a.

Rinaldo Gomes disse...

Tudo começou com o critério de rebaixamento inventado no brasileirão de 99. Ao invés dos quatro últimos simplesmente caírem, havia uma média de pontos entre os campeonatos de 98 e 99 para rebaixar os times. Acontece que os times que vieram da segundona em 98 não tinham como calcular uma média, pois não estavam no brasileirão de 98 e, para eles o critério de rebaixamento era apenas os pontos conquistados no ano. Ou seja, havia critérios diferentes para os times que já estavam na série A e os que haviam subido. Fora isso, houve um problema com o jogador Sandro Hiroshi que falsificou sua idade e atuou pelo São Paulo. Aí o STJD tirou pontos do São Paulo num jogo contra o Botafogo o que o salvou do rebaixamento. Se não fosse essa manobra, o Botafogo seria rebaixado e não o Gama que, mesmo tendo ficado em 15º entre 22 participantes, foi declarado rebaixado para segundona. Aí o Gama entrou na justiça comum e conseguiu se manter na primeira divisão o que faria que o campeonato tivesse 21 clubes. Aí a CBF abriu mão de organizar o brasileirão de 2000 e foi criada a Copa João Avelange pelo Clube dos 13 que resgatou o Fluminense que havia sido campeão da terceira divisão em 99 e disputaria a segunda em 2000. Além dele voltaram Bahia e o Gama permaneceu. Inventaram um regulamento onde os times da série B poderiam se classificar para a fase final do mesmo ano e não havia previsão de rebaixamento para ninguém.
Uma bela virada de mesa típica do futebol brasileiro.
Vergonha são as Papeletas Amarelas que a mulambada usava pra comprar títulos e a imprensa abafa até hoje, se o flamengo é tão digno assim, então devolva os títulos copmrados!!!!

Rinaldo Gomes disse...

Tudo começou com o critério de rebaixamento inventado no brasileirão de 99. Ao invés dos quatro últimos simplesmente caírem, havia uma média de pontos entre os campeonatos de 98 e 99 para rebaixar os times. Acontece que os times que vieram da segundona em 98 não tinham como calcular uma média, pois não estavam no brasileirão de 98 e, para eles o critério de rebaixamento era apenas os pontos conquistados no ano. Ou seja, havia critérios diferentes para os times que já estavam na série A e os que haviam subido. Fora isso, houve um problema com o jogador Sandro Hiroshi que falsificou sua idade e atuou pelo São Paulo. Aí o STJD tirou pontos do São Paulo num jogo contra o Botafogo o que o salvou do rebaixamento. Se não fosse essa manobra, o Botafogo seria rebaixado e não o Gama que, mesmo tendo ficado em 15º entre 22 participantes, foi declarado rebaixado para segundona. Aí o Gama entrou na justiça comum e conseguiu se manter na primeira divisão o que faria que o campeonato tivesse 21 clubes. Aí a CBF abriu mão de organizar o brasileirão de 2000 e foi criada a Copa João Avelange pelo Clube dos 13 que resgatou o Fluminense que havia sido campeão da terceira divisão em 99 e disputaria a segunda em 2000. Além dele voltaram Bahia e o Gama permaneceu. Inventaram um regulamento onde os times da série B poderiam se classificar para a fase final do mesmo ano e não havia previsão de rebaixamento para ninguém.
Uma bela virada de mesa típica do futebol brasileiro.
Vergonha é comprar títulos como o flamengo fez com as papeletas amarelas, Devolvam os títulos!!!

Adelino P. Silva disse...

Esporte Rio.
O problema, que não é somente nosso, é a fartura de taças e copas colocadas em disputa o ano inteiro. Tem pra todo mundo... Quem pegar primeiro leva... É ótimo para os "times ou técnicos copeiros" esses torneios de "tiro-curto" ou "me engana que eu gosto"... Pega uma tacinha dessas, e se o time é popular, sai poster no jornal, entrevistas e mais entrevistas etc. etc.
É jogo todo dia e a qualquer hora, ao sabor do horário de novelas.
Grato pelo espaço.

Adelino P. Silva disse...

Esporte Rio.
Com todo respeito, você tem todo o direito de achar, mas "achômetro" nunca funcionou em futebol. Lá mesmo na história do Brasileiro de 1987 fala objetivamente que TRÊS DOS MELHORES times não foram convidados para aquele torneio e que os três convidados a "arredondar" para 16 eram inferiores aos três não convidados.
Ab

Esporte Rio disse...

Rinaldo, os clubes participantes do Brasileiro assinaram o regulamento aprovando a fórmula de disputa.

Esporte Rio disse...

Rinaldo, o erro do Flamengo - se é que houve, pois não foi provado - não justifica a virada de mesa do Fluminense ou de qualquer outra agremiação.

Esporte Rio disse...

E não seria melhor moralizar? Ou prefere que esta bagunça se perpetue?

Esporte Rio disse...

Adelino, por mais que uma boa equipe tenha ficado de fora do Brasileiro de 87 - e estas seriam apenas América e Guarani - posso te garantir que todos os jogadores de seleção Brasileira, ou estavam no chamado Módulo Verde ou no exterior. O Brasil acompanhou o Módulo Verde, que reunia os 12 grandes clubes da história do futebol nacional e 80% da torcida nacional.

Adelino P. Silva disse...

Parece que foi colocado um fim nessa pendenga toda fazendo-se justiça ao clube do Nordeste.

Esporte Rio disse...

Adelino, nada mudou no sentimento dos torcedores nem no que as equipes fizeram em campo. Acredite no que quiser. Quem gosta de um bom futebol sabe quem foi o campeão de 1987.