domingo, 25 de dezembro de 1988

União Nacional FC Campeão Estadual da 3ª Divisão de 1988

União Nacional FC Campeã Estadual da 3ª Divisão de 1988
O União Nacional de Macaé se sagrou campeão estadual da 3ª divisão de 1988.

A grande final acabou não disputada por causa da falta de datas. União Nacional e América-TR subiram para o Campeonato Estadual da 2ª Divisão de 1989.


Os Participantes

  • América FC (Três Rios)
  • Campos AA (Campos dos Goytacazes)
  • Cantagalo EC
  • Ceres FC (Rio de Janeiro)
  • UE Coelho da Rocha (São João de Meriti)
  • Frigorífico AC (Mendes)
  • Heliópolis AC (Belford Roxo)
  • Itaguaí AC
  • Miracema FC
  • Olympico FC (Bom Jesus de Itabapoana)
  • Rio das Ostras FC
  • EC São João da Barra
  • Saquarema FC
  • Tamoio FC (Duque de Caxias)
  • Tupy SC (Paracambi)
  • União Nacional FC (Macaé)
  • AE XV de Novembro (Araruama)


1ª Fase

1ª Rodada

19/06/1988
  • Frigorífico 0-0 América-TR
  • Itaguaí 0-1 Tupy
  • Ceres 3-0 Heliópolis
  • Tamoio 0-1 Coelho da Rocha
  • Rio das Ostras 0-0 União Nacional
  • Saquarema 0-0 XV de Novembro
  • Olympico 0-1 Cantagalo
10/07/1988
  • Campos AA 3-0 Miracema

2ª Rodada

26/06/1988
  • União Nacional 2-0 Saquarema
  • São João da Barra 0-0 Rio das Ostras
03/07/1988
  • Cantagalo 1-0 Campos
  • Miracema 2-2 Olympico
05/07/1988
  • Tupy 0-1 América-TR
  • Frigorífico 2-2 Itaguaí
  • Heliópolis 1-1 Tamoio
  • Coelho da Rocha 2-0 Ceres

3ª Rodada

03/07/1988
  • Saquarema 1-0 São João da Barra
  • XV de Novembro 0-0 União Nacional
17/07/1988
  • América-TR 3-0 Itaguaí
  • Tupy 0-2 Frigorífico
  • Ceres 1-2 Tamoio
  • Heliópolis 0-0 Coelho da Rocha
  • Campos 1-2 Olympico
  • Miracema 1-0 Cantagalo

4ª Rodada

10/07/1988
  • Rio das Ostras 2-0 XV de Novembro
  • União Nacional 1-1 São João da Barra
  • 31/07/1988
  • América-TR 3-0 Tupy
  • Itaguaí 2-1 Frigorífico
  • Heliópolis 3-2 Ceres
  • Coelho da Rocha 2-0 Tamoio
  • Miracema 2-0 Campos
  • Cantagalo 3-0 Olympico

5ª Rodada

17/07/1988
  • Rio das Ostras 4-0 Saquarema
  • São João da Barra 1-0 XV de Novembro
07/08/1988
  • América-TR 3-0 Tupy
  • Itaguaí 2-1 Frigorífico
  • Tamoio 1-1 Heliópolis
  • Ceres 1-0 Coelho da Rocha
08/08/1988
  • Campos 0-3 Cantagalo
  • Olympico 2-0 Miracema

6ª Rodada

31/07/1988
  • União Nacional 1-0 Rio das Ostras
  • XV de Novembro 2-1 Saquarema
  • 14/08/1988
  • Frigorífico 1-1 Tupy
  • Itaguaí 0-0 América-TR
  • Tamoio 2-1 Ceres
  • Coelho da Rocha 2-1 Heliópolis
  • Olympico 1-1 Campos
  • Cantagalo 0-0 Miracema

7ª Rodada

07/08/1988
  • Saquarema 0-1 União Nacional
  • Rio das Ostras 1-2 São João da Barra

8ª Rodada

14/08/1988
  • São João da Barra 2-1 Saquarema
  • União Nacional 0-0 XV de Novembro

9ª Rodada

21/08/1988
  • XV de Novembro 1-0 Rio das Ostras
  • São João da Barra 0-1 União Nacional

10ª Rodada

28/08/1988
  • Saquarema 1-1 Rio das Ostras
  • XV de Novembro 2-0 São João da Barra


Classificação

Grupo A

  • 1º América-TR - 10 - 2ª fase.
  • 2º Frigorífico - 5 - 2ª fase.
  • 3 Itaguaí - 5 - 2ª fase.
  • 4º Tupy - 4

Grupo B

  • 1º Coelho da Rocha - 9 - 2ª fase.
  • 2º Tamoio - 6 - 2ª fase.
  • 3º Heliópolis - 5 - 2ª fase.
  • 4º Ceres - 4

Grupo C

  • 1º União Nacional - 12 - 2ª fase.
  • 2º XV de Novembro - 9 - 2ª fase.
  • 3º São João da BArra - 8 - 2ª fase.
  • 4º Rio das Ostras - 7
  • 5º Saquarema - 4

Grupo D

  • 1º Cantagalo - 9 - 2ª fase.
  • 2º Olympico - 6 - 2ª fase.
  • 3º Miracema - 6 - 2ª fase.
  • 4º Campos AA - 3


2ª Fase

1ª Rodada

11/09/1988
  • Heliópolis 0-5 América-TR
  • Coelho da Rocha 0-0 Itaguaí
  • Miracema 0-1 União Nacional
18/09/1988
  • Cantagalo 2-0 XV de Novembro

2ª Rodada

18/09/1988
  • Tamoio 1-0 Heliópolis
  • Frigorífico 2-1 Coelho da Rocha
  • União Nacional 2-0 Olympico
06/11/1988
  • XV de Novembro 1-1 São João da Barra

3ª Rodada

25/09/1988
  • Tamoio 0-2 América-TR
  • Itaguaí 1-0 Frigorífico
  • Olympico 4-1 Miracema
13/11/1988
  • São João da Barra 1-1 Cantagalo

4ª Rodada

02/10/1988
  • América-TR 4-0 Heliópolis
  • União Nacional 1-0 Miracema
  • Itaguaí 2-2 Coelho da Rocha
Jogo Cancelado
  • XV de Novembro n/d Cantagalo

5ª Rodada

09/10/1988
  • Heliópolis 2-1 Tamoio
  • Olympico 0-0 União Nacional
  • Coelho da Rocha 2-1 Frigorífico
Jogo Cancelado
  • São João n/d XV de Novembro

6ª Rodada

16/10/1988
  • América-TR 1-0 Tamoio
  • Frigorífico 1-1 Itaguaí
  • Miracema 5-3 Olympico
04/12/1988
  • Cantagalo 5-0 São João da Barra


Classificação

Grupo E

  • 1º América-TR - 8 - Semifinal.
  • 2º Tamoio - 2
  • 3º Heliópolis - 2

Grupo F

  • 1º Itaguaí - 5 - Semifinal.
  • 2º Coelho da Rocha - 4
  • 3º Frigorífico - 3

Grupo G

  • 1º União Nacional - 7 - Semifinal.
  • 2º Olympico - 3
  • 3º Miracema - 2

Grupo H

  • 1º Cantagalo - 5 - Semifinal.
  • 2º São João da Barra - 2
  • 3º XV de Novembro - 1


Semifinais

Jogos de Ida

04/12/1988
  • América-TR 1-0 Itaguaí
11/12/1988
  • Cantagalo 0-0 União Nacional

Jogos de Volta

11/12/1988
  • Itaguaú 2-3 * América-TR
18/12/1988
  • União Nacional * 1-0 Cantagalo


Final

Jogos Cancelados
  • América-TR - União Nacional

domingo, 14 de agosto de 1988

CR Flamengo Campeão do Troféu Colombino de Huelva de 1988

Flamengo Campeão do Troféu Colombino de Huelva de 1988
O Flamengo se sagrou campeão do Troféu Colombino de Huelva de 1988.

O Flamengo passou por duas equipes espanholas e uma brasileira para ser campeão. A decisão contra o Recreativo Huelva (Espanha) precisou ser decidida na prorrogação, pois o tempo regulamentar terminou empatado sem gols.

O time-base: em pé: Cantarelli, Leandro, Paulo César, Aldair, Delacir e Leonardo. Agachados: Aílton, Renato Carioca, Luvanor, Zico e Zinho. 


1ª Fase

13/08/1988 
  • (Espanha) Zaragoza 1-2 * Flamengo 
  • (Espanha) Recreativo Huelva * 3-3 Cruzeiro (Brasil) (pênaltis) 


Final 3º e 4º

14/08/1988 
  • (Brasil) Cruzeiro * 1-0 Zaragoza (Espanha) 


Final

14/08/1988 
  • (Brasil) Flamengo ** 0-0 Recreativo Huelva (Espanha) (1-0)

quarta-feira, 22 de junho de 1988

CR Vasco da Gama Bicampeão Estadual de 1987/1988

CR Vasco da Gama Bicampeão Estadual de 1987/1988O CR Vasco da Gama se sagrou bicampeão estadual de 1987/1988.

O Flamengo havia conquistado a Taça Guanabara; o Vasco havia faturado a Taça Rio e a Taça Jerônimo Bastos. 

Com cinco vitórias seguidas sobre o Flamengo, o Vasco faturou o bicampeonato do Rio de Janeiro. 

Friburguense e Goytacaz foram os piores do Campeonato Estadual e acabaram rebaixados para a segunda divisão de 1989.

O time-base campeão: Acácio, Paulo Roberto, Donato, Fernando e Mazinho; Zé do Carmo, Geovani e Henrique; Vivinho (Cocada), Romário e Bismarck. Técnico: Sebastião Lazaroni. 

O artilheiro foi Bebeto (Flamengo) Com 17 gols. 


Os Participantes

  • America FC (Rio de Janeiro)
  • Americano FC (Campos dos Goytacazes)
  • Bangu AC (Rio de Janeiro)
  • Botafogo FR (Rio de Janeiro)
  • AA Cabofriense (Cabo Frio)
  • CR Flamengo (Rio de Janeiro)
  • Fluminense FC (Rio de Janeiro)
  • Friburguense AC (Nova Friburgo)
  • Goytacaz FC (Campos dos Goytacazes)
  • Porto Alegre FC (Itaperuna)
  • CR Vasco da Gama (Rio de Janeiro)
  • Volta Redonda FC


1ª Fase
1º Turno - Taça Guanabara

1ª Rodada

30/01/1988
  • Americano 1-0 Friburguense
  • Botafogo 2-0 Volta Redonda
31/01/1988
  • America 0-1 Porto Alegre
  • Bangu 4-1 Cabofriense
  • Vasco da Gama 0-1 Flamengo
  • Goytacaz 0-1 Fluminense

2ª Rodada

06/02/1988
  • Cabofriense 0-2 Flamengo
07/02/1988
  • Friburguense 1-1 Fluminense
  • America 0-1 Americano
  • Porto Alegre 1-1 Botafogo
  • Volta Redonda 0-2 Vasco da gama
  • Bangu 1-0 Goytacaz

3ª Rodada

20/02/1988
  • Americano 2-1 Vasco da Gama
21/02/1988
  • Goytacaz 1-1 Porto Alegre
  • Friburguense 3-1 Volta Redonda
  • Cabofriense 0-0 America
09/03/1988
  • Bangu 1-1 Flamengo
17/03/1988
  • Fluminense 2-2 Botafogo

4ª Rodada

24/02/1988
  • Fluminense 1-0 Porto Alegre
  • America 2-0 Friburguense
  • Flamengo 3-1 Volta Redonda
  • Cabofriense 1-0 Botafogo
  • Americano 1-1 Bangu
  • Vasco da Gama 1-0 Goytacaz

5ª Rodada

27/02/1988
  • Flamengo 2-1 Americano
28/02/1988
  • America 3-3 Fluminense
  • Bangu 0-0 Botafogo
  • Friburguense 0-3 Vasco da Gama
  • Porto Alegre 1-0 Volta Redonda
  • Cabofriense 0-1 Goytacaz

6ª Rodada

02/03/1988
  • Vasco da Gama 2-1 Porto Alegre
  • Americano 2-2 Botafogo
  • Volta Redonda 0-0 Cabofriense
  • Flamengo 4-0 Friburguense
  • Fluminense 1-0 Bangu
03/03/1988
  • Goytacaz 0-0 America

7ª Rodada

05/03/1988
  • Fluminense 4-0 Cabofriense
06/03/1988
  • Botafogo 0-0 Flamengo
  • Friburguense 0-0 Bangu
  • Porto Alegre 0-1 Americano
  • Goytacaz 2-0 Volta Redonda
07/03/1988
  • America 1-4 Vasco da Gama

8ª Rodada

12/03/1988
  • Botafogo 1-2 America
  • Bangu 0-1 Volta Redonda
13/03/1988
  • Americano 2-1 Cabofriense
  • Fluminense 0-1 Vasco da Gama
  • Friburguense 0-0 Porto Alegre
17/03/1988
  • Goytacaz 0-1 Flamengo

9ª Rodada

20/03/1988
  • Fluminense 0-0 Americano
  • Porto Alegre 0-3 Flamengo
  • Volta Redonda 0-0 America
  • Cabofriense 1-1 Friburguense
  • Vasco da Gama 1-1 Bangu
  • Botafogo WO-0 Goytacaz (1-0)

10ª Rodada

23/03/1988
  • Botafogo 2-0 Friburguense
  • Porto Alegre 2-2 Bangu
  • Volta Redonda 0-1 Fluminense
  • Goytacaz 1-1 Americano
  • Vasco da Gama 4-1 Cabofriense
  • Flamengo 2-1 America

11ª Rodada

26/03/1988
  • Volta Redonda 0-0 Americano
27/03/1988
  • Bangu 1-0 America
  • Flamengo 0-1 Fluminense
  • Friburguense 0-1 Goytacaz
  • Porto Alegre 0-3 Cabofriense
  • Vasco da Gama 4-3 Botafogo


Classificação

  • 1º Flamengo - 18 - Campeão + 3º Turno + Fase Final.
  • 2º Vasco da Gama - 17
  • 3º Fluminense - 16
  • 4º Americano - 15
  • 5º Bangu - 12
  • 6º Botafogo - 11
  • 7º Goytacaz - 9
  • 8º America - 8
  • 9º Porto Alegre - 8
  • 10º Cabofriense - 7
  • 11º Friburguense - 6
  • 12º Volta Redonda - 5


2º Turno - Taça Rio

1ª Rodada

02/04/1988
  • Flamengo 3-0 Cabofriense
  • Vasco da Gama 2-0 Volta Redonda
  • Fluminense 4-0 Friburguense
  • Americano 1-1 America
03/04/1988
  • Goytacaz 0-1 Bangu
  • Botafogo 1-1 Porto Alegre

2ª Rodada

09/04/1988
  • Fluminense 4-0 Volta Redonda
10/04/1988
  • Bangu 3-1 Porto Alegre
  • Friburguense 2-3 Botafogo
  • Cabofriense 1-0 Vasco da Gama
  • Americano 1-1 Goytacaz
  • America 0-0 Flamengo

3ª Rodada

13/04/1988
  • Vasco da Gama 1-0 Friburguense
  • Americano 0-1 Flamengo
  • Botafogo 1-1 Bangu
14/04/1988
  • Fluminense 2-0 America
  • Goytacaz 3-0 Cabofriense
04/05/1988
  • Volta Redonda 2-0 Porto Alegre

4ª Rodada

16/04/1988
  • Vasco da Gama 0-0 Americano
17/04/1988
  • Porto Alegre 4-0 Goytacaz
  • America 2-0 Cabofriense
  • Volta Redonda 1-1 Friburguense
  • Botafogo 0-2 Fluminense
18/04/1988
  • Flamengo 1-0 Bangu

5ª Rodada

20/04/1988
  • Porto Alegre 1-1 Fluminense
  • Friburguense 0-0 America
  • Botafogo 3-0 Cabofriense
21/04/1988
  • Volta Redonda 0-0 Flamengo
  • Bangu 0-1 Americano
  • Goytacaz 1-2 Vasco da Gama

6ª Rodada

24/04/1988
  • Porto Alegre 0-1 Vasco da Gama
  • America 2-1 Goytacaz
  • Friburguense 0-3 Flamengo
  • Cabofriense 1-1 Volta Redonda
  • Botafogo 2-0 Americano
  • Bangu 0-1 Fluminense

7ª Rodada

30/04/1988
  • America 1-3 Volta Redonda
01/05/1988
  • Friburguense 1-3 Cabofriense
  • Flamengo 3-1 Porto Alegre
  • Americano 1-5 Fluminense
  • Bangu 0-2 Vasco da Gama
12/05/1988
  • Goytacaz 0-1 Botafogo

8ª Rodada

07/05/1988
  • Fluminense 3-2 Goytacaz
08/05/1988
  • Cabofriense 3-2 Bangu
  • Porto Alegre 4-2 America
  • Friburguense 0-1 Americano
  • Volta Redonda 1-1 Botafogo
  • Flamengo 0-1 Vasco da Gama

9ª Rodada

14/05/1988
  • Vasco da Gama 2-0 America
15/05/1988
  • Bangu 1-1 Friburguense
  • Volta Redonda 1-0 Goytacaz
  • Cabofriense 0-0 Fluminense
  • Americano 2-0 Porto Alegre
  • Flamengo 1-1 Botafogo

10ª Rodada

21/05/1988
  • Americano 0-0 Volta Redonda
22/05/1988
  • America 0-1 Bangu
  • Cabofriense 0-0 Porto Alegre
  • Goytacaz 3-0 Friburguense
  • Fluminense 0-0 Flamengo
23/05/1988
  • Botafogo 0-3 Vasco da Gama

11ª Rodada

28/05/1988
  • America 1-4 Botafogo
  • Porto Alegre 1-0 Friburguense
  • lamengo 6-0 Goytacaz
  • Volta Redonda 0-0 Bangu
  • Cabofriense 0-0 Americano
  • Vasco da Gama 2-1 Fluminense


Classificação

  • 1º Vasco da Gama - 19 - Campeão + 3º Turno + Fase Final.
  • 2º Fluminense - 17
  • 3º Flamengo - 16
  • 4º Botafogo - 14
  • 5º Volta Redonda - 12
  • 6º Americano - 11
  • 7º Cabofriense - 10
  • 8º Porto Alegre - 9
  • 9º Bangu - 9
  • 10º America - 7
  • 11º Goytacaz - 5
  • 12º Friburguense - 3


Classificação Geral

  • 1º Vasco da Gama - 36
  • 2º Flamengo - 34
  • 3º Fluminense - 33 - 3º Turno.
  • 4º Americano - 26 - 3º Turno.
  • 5º Botafogo - 25
  • 6º Bangu - 21
  • 7º Porto Alegre- 17
  • 8º Cabofriense - 17
  • 9º Volta Redonda - 17
  • 10º America - 15
  • 11º Goytacaz - 14 - 2ª Divisão.
  • 12º Friburguense - 9 - 2ª Divisão.


2ª Fase - 3º Turno - Taça Jerônimo Bastos

1ª Rodada

04/06/1988
  • Flamengo 0-0 Fluminense
05/06/1988
  • Vasco da Gama 1-0 Americano

2ª Rodada

08/06/1988
  • Vasco da Gama 1-1 Fluminense
09/06/1988
  • Flamengo 3-0 Americano

3ª Rodada

11/06/1988
  • Fluminense 2-3 Americano
  • Vasco da Gama 3-1 Flamengo


Classificação

  • 1º Vasco da Gama - 5 - Campeão + 1 Ponto Extra.
  • 2º Flamengo - 3
  • 3º Americano - 2
  • 4º Fluminense - 2


Final

Jogo de Ida

19/06/1988
  • Flamengo 1-2 Vasco da Gama

Jogo de Volta

22/06/1988
  • Vasco da Gama ** 1-0 Flamengo


A Campanha

1ª Fase

1º Turno

  • 0-1 Flamengo - c 
  • 2-0 Volta Redonda - f 
  • 1-2 Americano - f 
  • 1-0 Goytacaz - c 
  • 3-0 Friburguense - f 
  • 2-1 Porto Alegre - c 
  • 4-1 America - f 
  • 1-0 Fluminense - f 
  • 1-1 Bangu - c 
  • 4-1 Cabofriense - c 
  • 4-3 Botafogo - c 

2º Turno 

  • 2-0 Volta Redonda - c 
  • 0-1 Cabofriense - f 
  • 1-0 Friburguense - c 
  • 0-0 Americano - c 
  • 2-1 Goytacaz - f 
  • 1-0 Porto Alegre - f 
  • 2-0 Bangu - f 
  • 1-0 Flamengo - f 
  • 2-0 America - c 
  • 3-0 Botafogo - f 
  • 2-1 Fluminense - c 

3º Turno

  • 1-0 Americano - c
  • 1-1 Fluminense - c
  • 3-1 Flamengo - c 

Final

  • 2-1 Flamengo - f 
  • 1-0 Flamengo - c 
  • 3-1 Flamengo - c 


Classificação 

  • 1º Vasco da Gama - Bicampeão.
  • 2º Flamengo 
  • 3º Fluminense 
  • 4º Americano 
  • 5º Botafogo 
  • 6º Bangu 
  • 7º Porto Alegre 
  • 8º Cabofriense 
  • 9º Volta Redonda 
  • 10º America 
  • 11º Goytacaz  - 2ª Divisão.
  • 12º Friburguense - 2ª Divisão.

terça-feira, 7 de junho de 1988

CR Flamengo Campeão da Copa Kirin de 1988

Flamengo Copa Kirin 1988
Em 1988, o Flamengo se sagrou campeão da Copa Kirin.

O Urubu trouxe o bicampeonato da Copa Kirin para o Rio de Janeiro, já que a Copa Kirin de 1987 fora conquistada pelo Fluminense.

Os adversários do rubro-negro foram as seleções de China e Japão, além do Bayer Leverkusen, da Alemanha.


1ª Fase

1ª Rodada

29/05/1988
  • Japão 1-3 Flamengo
  • (Alemanha) Bayer Leverkusen 2-0 China

2ª Rodada

01/06/1988
  • (Alemanha) Bayer Leverkusen 1-1 Flamengo
02/06/1988
  • Japão 0-3 China

3ª Rodada

05/06/1988
  • Japão 0-1 Bayer Leverkusen (Alemanha)
  • China 1-1 Flamengo


Classificação

  • 1º Bayer Leverkusen - 5 - Final.
  • 2º Flamengo - 4 - Final.
  • 3º China - 3
  • 4º Japão - 0


Final

07/06/1988
  • Flamengo ** 1-0 Bayer Leverkusen (Alemanha)

 

A Campanha

1ª Fase

  • 3-1 Japão
  • 1-1 Bayer Leverkusen (Alemanha)
  • 1-1 China

Final

  • 1-0 Bayer Leverkusen (Alemanha)

domingo, 7 de fevereiro de 1988

Sport CR (PE) Campeão Brasileiro de 1987

A intenção deste artigo não é entrar nos detalhes do Campeonato Brasileiro de 1986, que foi uma bagunça, com uma fórmula de disputa complicada e com tapetão. É importante ressaltar, porém, que o que aconteceu em 1986 não foi muito diferente do que aconteceu em todas as edições anteriores do Campeonato Brasileiro, instituído oficialmente em 1971.

Mas o Brasileirão de 1986 seria classificatório para 1987. Como deveria ter se classificado 32 clubes para a segunda fase do certame mas a CBF acabou colocando 36 matou qualquer chance de apenas 24 clubes estarem aptos a disputarem a primeira divisão de 1987.


Promessa do Brasileiro de 1986 Não É Cumprida

A confusão sobre o Campeonato Brasileiro de 1987 começa quando a CBF não consegue cumprir sua promessa aos grandes clubes do país de fazer uma primeira divisão com apenas 24 clubes, algo que foi prometido aos clubes no ano anterior.

Em 09 de julho de 1987, a Confederação Brasileira de Futebol comunica a todos os clubes e à imprensa de que não organizaria o Campeonato Brasileiro. Ele dava prejuízo e muito trabalho.


Clube dos 12 é Fundado como Clube dos 13

A união dos grandes clubes do Brasil já se debatia desde o ano anterior. A criação do Clube dos 13 ( nome oficial seria a União dos Grandes Clubes Brasileiros) se torna realidade em 11 de julho de 1987. Parte da diretoria da CBF apoiava a criação desta liga no momento, pois ela achava que seria mais do mesmo. Foram alguns cartolas da entidade inclusive que sugeriram que o Clube dos 13 não deveria ser restrito ao Sul e ao Sudeste.

O que seria o Clube dos 12 (formado por Atlético (MG), Botafogo, Corinthians (SP), Cruzeiro (MG), Flamengo, Fluminense, Grêmio (RS), Internacional ((RS), Palmeiras (SP), Santos (SP), São Paulo (SP) e Vasco da Gama) decidiu convidar o Bahia (BA) para formar então o Clube dos 13.


O Início da Briga entre C13 e CBF

Faltava agora criar um campeonato. A bagunça que vinha desde 1986 falava em 20, 24, 28, 29, 30, 32, 44, ... clubes na elite, dependendo de quem fosse sua fonte. O próprio Márcio Braga, então presidente do Flamengo, não se opôs a um Brasileirão com 28 clubes na véspera da fundação do Clube dos 13.

A primeira proposta do Clube dos 13 seria um campeonato em turno e returno entre os 13 times. A ideia seria ter em 1988 16 clubes na primeira, 16 na segunda e outros 16 na terceira divisão com acesso e descenso a partir de então.

Anunciada a União dos Grandes Clubes Brasileiros, o campeonato atrai patrocinadores, como a TV Globo, a Coca-Cola, a Editora Abril e o Açúcar União. A Copa União poderia sair do papel. O sucesso despertou a ira no presidente da CBF, Nabi Abi Chedid que ameaçou desfiliar os grandes clubes do nosso futebol.

A partir daí, durante uns dez dias, há uma guerra entre federações estaduais, clubes, Clube dos 13 e CBF. As federações excluídas do Clube dos 13 desejam processar a CBF; dirigentes do Clube dos 13 se convencem em aumentar seu certame para 16 clubes e a CBF abre um canal de comunicação com a FIFA.


Fórmula de Disputa do Brasileirão de 1987

Em 20 e 21 de julho, a CBF sentiu que não venceria a guerra e propôs um consenso ao Clube dos 13. Ela aceitaria qualquer fórmula de disputa desde que ela gerisse o campeonato.

Em 23 de julho, o Clube dos 13 anuncia que sua Copa João Havelange (ou Copa União) terá 16 clubes. Neste momento ainda não está claro quais seriam eles. Guarani (SP), vice-campeão de 1986, e America, terceiro colocado, querem entrar. Mercadologicamente porém, faria mais sentido incluir times de estadaos ainda não representados no Clube dos 13.

No dia seguinte ao anúncio do Clube dos 13, a CBF sugeriu um quadrangular final entre os dois melhores do Clube dos 13 e os dois melhores do seu campeonato.

No dia 25, há um acordo entre CBF e Clube dos 13. A primeira divisão teria dois módulos de 16 clubes cada. O Módulo Verde seria organizado pelo Clube dos 13 e o Módulo Amarelo pela CBF. A CBF sugere um quadrangular final com os dois primeiros de cada módulo. Sobre este quesito final, o Clube dos 13 não se posiciona.


Times do Módulo Amarelo Querem Jogar o Módulo Verde

Em 29 de julho, America e Ponte Preta (SP) entram na justiça comum para terem o direito de jogar a "primeira divisão". O presidente da CBF ameaça desfiliar quem entrar na justiça comum e quem fizer parte do Clube dos 13. "O Módulo Amarelo não é a segunda divisão", disse o cartola. A ameaça não surtiu efeito e o Bangu também entrou na justiça comum.

Em 06 de agosto, Eduardo Vianna, presidente da Federação Estadual do Rio de Janeiro, e Abi Nabi Cheddid vão à Brasília se reunir com o Ministério da Educação para tratar do tema (não havia Ministério dos Esportes). O cartola carioca defendia o Brasileirão com 80 clubes e o paulista com 64.


C13 Rompe com a CBF

No dia seguinte, o Clube dos 13 comunica seu rompimento total com a CBF e que seu certame terá apenas 13 clubes. Nos dias seguintes, a CBF pressiona os grandes clubes e volta a falar em desfiliação.

Em 13 de agosto, a CBF divulga as tabelas dos Módulos Verde e Amarelo. No Verde aparecem Santa Cruz (PE), time do Senador Marco Maciel, Goiás (GO) e Coritiba (PR).

Em 21 de agosto, diversas federações estaduais se reúnem para tratar do impeachment do presidente da CBF. Três dias antes, o Clube dos 13 divulgou sua tabela com apenas 13 clubes.

Até o começo de setembro, a CBF ganha duas batalhas do Clube dos 13: proíbe amistosos e exclui os jogos do Módulo Verde da Loteria Esportiva. A intenção é sufocar os clubes financeiramente.

No entanto, o Clube dos 13 tem o respaldo do Conselho Nacional de Desportos que proibia a primeira divisão ter mais do que 28 clubes. Ou seja, a ideia de se ter dois grupos de 16 agremiações cada é inviável pela lei em vigor na época.


CBF Cria Módulos Azul e Branco

Em 03 de setembro, para acalmar as federações estaduais, a CBF anuncia a criação da terceira divisão. O Módulo Azul seria jogado pelos times do Sul, Sudeste e parte do Centro-Oeste. Os do Norte, Nordeste e a outra metade do Centro-Oeste jogariam o Módulo Branco.

O campeão do Módulo Azul seria o vencedor da Taça Heleno Nunes.

O campeão do Módulo Branco seria o vencedor da Taça Rubens Moreira.

Nunca se falou em quadrangular entre os Módulos Branco e Azul.

Também em 03 de setembro, a CBF anunciou que o quadrangular final definiria os dois representantes brasileiros na Taça Libertadores da América. O Clube dos 13 aceitou esta proposta desde que este quadrangular não valesse como título brasileiro.


Clube dos 13 Aceita Mais Três times

Também nesta data, o Clube dos 13 acata sugestão da CBF e aceita Coritiba (PR), Goiás (GO) e Santa Cruz (PE) no Módulo Verde. America e Guarani estavam definitivamente fora. Além de abrirem mercados em mais três estados da União, Goiás e Santa Cruz vinham como campeões estaduais de 1986 e 1987. O Coritiba havia vencido a edição de 1986 e obtido uma liminar na justiça para jogar o Módulo Verde. Os três convidados ganhariam metade da cota de televisão dos demais times.

Em 04 de setembro, o Sport (PE) anuncia que não joga o Brasileirão se não houver o cruzamento dos módulos em sua fase final. No dia seguinte, o clube pernambucano negocia os direitos de seus jogos com outras emissoras de televisão.

Em 07 de setembro, o Clube dos 13 anuncia que Varig bancará 50% dos gastos com viagens e hospedagens dos times do Módulo Verde.


Clube dos 13 Não Tinha os Melhores Times; Tinha os Times de Maior Torcida

Se consideramos o Campeonato Brasileiro de 1986 para determinar os times da primeira e segunda divisões de 1987, veremos que o alguns times do Módulo Verde deveriam ter jogado o Módulo Amarelo ou até mesmo o Módulo Azul.

Enquanto isso, seis clubes do Módulo Amarelo deveriam ter jogado o Módulo Verde. A divisão dos clubes em Módulos Verde e Amarelo destrói qualquer tese de que se tratava de primeira e segunda divisões.

Módulo Verde

  • 1º São Paulo (SP)
  • 3º Atlético (MG)
  • 5º Bahia (BA)
  • 6º Fluminense (RJ)
  • 7º Corinthians (SP)
  • 8º Cruzeiro (MG)
  • 10º Palmeiras (SP)
  • 13º Flamengo (RJ)
  • 15º Vasco da Gama (RJ)
  • 16º Grêmio (RS)
  • 17º Internacional (RS)
  • 19º Santos (SP)
  • 23º Goiás (GO)
  • 27º Santa Cruz (PE)
  • 32º Botafogo (RJ)
  • 44º Coritiba (PR)

Módulo Amarelo

  • 2º Guarani (SP)
  • 4º America (RJ)
  • 9º Criciúma (SC)
  • 11º Portuguesa (SP)
  • 12º Internacional de Limeira (SP)
  • 14º Joinville (SC)
  • 18º Atlético (PR)
  • 20º Rio Branco (ES)
  • 21º Bangu (RJ)
  • 24º Treze (PB)
  • 25º Ceará (CE)
  • 26º CSA (AL)
  • 28º Sport (PE)
  • 29º Atlético (GO)
  • 30º Vitória (BA)
  • 31º Náutico (PE)


C13 Aceita Quadrangular Final

Derrotados, em 08 de setembro, os clubes do Módulo Amarelo se reúnem na sede do America. Eles defendem que a primeira divsão de 1988 tenha 20 clubes e a segunda 24. Na sede da federação fluminense eles se encontram com Eurico Miranda e entregam esta proposta. Na terceira reunião do dia, na sede da CBF, Eurico Miranda formaliza o cruzamento dos Módulos Verde e Amarelo no quadrangular final.

Horas antes, Eurico Miranda estava na reunião do Clube dos 13. Os 16 participantes do Módulo Verde debateram e decidiram não ceder e não participar do quadrangular final. O campeão brasileiro sairia da Copa União. Como todos os catolas tinham outros compromissos, Eurico Miranda ficou como responsável de levar esta decisão à uma reunião que haveria na sede da CBF. Pressionado pela entidade nacional e pelos clubes do Módulo Amarelo, Eurico Miranda confirmou o cruzamento dos Módulos, provocando a ira de seus colegas cartolas do Clube dos 13.

Com os Módulos Verde e Amarelo sendo a primeira divisão, os Módulos Azul e Branco passam a ser a segunda divisão.


Coletiva de Imprensa do C13

Em 09 de setembro, o Clube dos 13 reúne a imprensa no Hotel Transamérica em São Paulo onde são apresentados todos os detalhes da Copa União, como regulamento e tabela, além dos parceiros comerciais. Fica estabelecido que não haverá rebaixamento mas que os quatro melhores do Módulo Amarelo serão convidados para a Copa União de 1988. O campeão brasileiro sai da Copa União e o quadrangular de janeiro de 1988 servirá apenas para definir os times que irão representar o país na Libertadores.

Em 11 de setembro, é a vez do Guarani procurar a justiça comum para ser incluído no Módulo Verde.

Em 12 de setembro há um ato público em Recife (PE) com os torcedores de Náutico e Sport. Os dois clubes ameaçam não entrar em campo. De fato, apenas um jogo do Módulo Amarelo aconteceu pela primeira rodada.

Em 15 de setembro, os times do Módulo Amarelo se reúnem no America e decidem procurar o STJD para paralisar o campeonato.


SBT Banca Módulo Amarelo mas America Desiste

Em 16 de setembro, o SBT procurar os clubes para a transmissão do Módulo Amarelo.

Em 20 de setembro, o America comunica oficialmente que não participará do Módulo Amarelo com ou sem quadrangular final.

Em 22 de setembro, Clube dos 13 e CBF selam um acordo de paz. Os jogos do Módulo Verde não precisam mais pagar os 5% da bilheteria à CBF. Os horários da TV Globo também são alterados para facilitar a transmissão das partidas dos outros módulos. O Módulo Amarelo passa oficialmente a se chamar Troféu Roberto Gomes Pedrosa. O cruzamento dos módulos verde e amarelo passa a ser chamado oficialmente de Copa Brasil. É este cruzamento que definirá o campeão brasileiro e os times da Libertadores. O regulamento é entregue (finalmente) à imprensa.

O âmbito político não está bom para diretoria que havia assumido a CBF recentemente. Muitos políticos, muitos clubes e muitas federações estaduais exigem o impeachmente dos cartolas e o caso chega à FIFA.

Em 30 de setembro, o Clube dos 13 pede um Conselho Arbitral e insiste que o campeão brasileiro sai do Módulo Verde. Em 01 de outubro, a CBF responde que o campeão brasileiro sai do quadrangular.


Flamengo e Sport Campeões

Em 13 de dezembro, os Módulos Verde e Amarelo chegam ao fim. No primeiro, o Flamengo se sagra campeão e o Internacional é o vice. No segundo, o Sport foi declarado campeão, pois a decisão com o Guarani terminou empatada (o famoso 11 a 11 nos pênaltis).

Em 14 de dezembro, Eduardo Vianna, presidente da FERJ, pede a desclassificação de Sport e Guarani, pois ambos abandonaram a competição - o jogo final.

Em 16 de dezembro, o Clube dos 13 emite nota oficial informando que seus clubes não participarão do quadrangular final e que este quadrangular foi uma alteração no regulamento previamente aprovado. O documento é reiterado em 14 de janeiro de 1988.


Conselho Arbitral Não dá Unanimidade: Quadrangular mantido

Em 15 de janeiro de 1988, temos o X da questão. Os 16 clubes do Módulo Verde se reúnem com os 16 co-irmãos do Módulo Amarelo no Conselho Arbitral da CBF. O Flamengo (Clube dos 13) consegue quase todos os votos: 28 dos 32 clubes, ou 305 com o peso dos votos. O cruzamento dos módulos ganha os votos de Fluminense, Náutico, Sport e Vasco da Gama, ou 104 votos.

Apesar do massacre nos votos, o rubro-negro carioca não consegue a unanimidade exigida para mudanças de regulamento, o que é alegado pelo Sport até hoje. Para o Clube dos 13, havia um regulamento que quando publicado já estava alterado sem consentimento dos clubes.


Sport Campeão Brasileiro de 1987

A CBF então elabora a tabela do quadrangular final. A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, o Flamengo e os demais membros do Clube dos 13 seguem em pré-temporada. O Flamengo enfrenta amistosamente a Costa do Marfim e estreia na Taça Guanabra durante o que seria o quadrangular da Copa Brasil.

A partir daí surge uma guerra de liminares. Em 17 de maio, a CBF confirma o Sport campeão brasileiro e uma semana depois Sport e Guarani na Libertadores.


Libertadores e Brasileirão de 1988 

Apesar das brigas na justiça, Sport e Guarani disputam mesmo a Taça Libertadores da América de 1988. Ambos enfrentam Alianza (Peru) e Universitario (Peru) na primeira fase. Os pernambucanos são eliminados. Os paulistas caem nas oitavas de final diante do San Lorenzo (Argentina).

A CBF vence a guerra de braço com o Clube dos 13 e confirma o Campeonato Brasileiro (Copa União) de 1988 com 24 times: os 16 do Módulo Verde, os sete melhores do Módulo Amarelo (Sport, Guarani, Bangu, Atlético/PR, Criciúma, Vitória e Portuguesa) e o America.

Outra vitória da CBF é que o Campeonato Brasileiro de 1988 não adotaria o calendário europeu, como queria o Clube dos 13, que já está bastante enfraquecido. O Vasco da Gama é o maior aliado da CBF.


Uma Nova CBF

Em 16 de janeiro de 1989, Ricardo Teixeira é eleito presidente da entidade. Chega ao fim a pior gestão da CBF e abre-se um caminho para a pacificação entre a entidade e o Clube dos 13.



Em 1997, Sport Aceita Dividir o Título

Em troca de sua adesão ao Clube dos 13, o Sport reconhece (documento em anexo), o Flamengo como campeão de 1987 junto do Sport. Juridicamente este documento não tem valor. Pode até ser pior para o Clube dos 13 e Flamengo sob acusação de coação e chantagem.


Cronologia

  • 09 de julho de 1987: A CBF comunica que não faria Brasileirão de 1987.
  • 11 de julho de 1987: Fundação do Clube dos 13 na sede do São Paulo FC.
  • 12 de julho de 1987: America, Guarani (SP), Náutico (PE), Portuguesa (SP), Santa Cruz (PE) e Sport (PE) protestam por não terem sido incluídos no Clube dos 13.
  • 14 de julho de 1987: A CBF ameaça disfiliar os clubes que não participem do seu Campeonato Brasileiro.
  • 20 e 21 de julho de 1987: A CBF apela ao bom senso ao Clube dos 13 para evitar guerra de liminares.
  • 23 de julho de 1987: Sugestão de regulamento do Clube dos 13 com 16 times.
  • 24 de julho de 1987: CBF sugere quadrangular final com cruzamento dos grupos.
  • 25 de julho de 1987: CBF e Clube dos 13 aceitam a criação de dois módulos de 16 clubes. Clube dos 13 não se posiciona sobre cruzamento dos grupos.
  • 29 de julho de 1987: America e Ponte Preta (SP) entram na justiça para participar do Módulo Verde.
  • 31 de julho de 1987: O Bangu entra na justiça comum para participar do Módulo Verde.
  • 06 de agosto de 1987: CBF se reúne com o Ministério da Educação.
  • 07 de agosto de 1987: O Clube dos 13 comunica o rompimento com a CBF.
  • 13 de agosto de 1987: CBF publica a tabela dos Módulos Verde e Amarelo.
  • 18 de agosto de 1987: Clube dos 13 divulga a tabela do seu campeonato.
  • 19 de agosto de 1987: Clube dos 13 nomeia seu campeonato de Copa União.
  • 21 de agosto de 1987: Federações estaduais se reúnem para tratar do impeachment do presidente da CBF.
  • 27 de agosto de 1987: A Caixa Econômica Federal decide excluir o Módulo Verde da Loteria Esportiva, principal fonte de receita dos clubes até então.
  • 27 de agosto de 1987: Nova reunião do Clube dos 13.
  • 31 de agosto de 1987: Na sede do CR Flamengo, o Clube dos 13 anuncia que não seguirá a tabela da CBF e que a Copa União não faz parte do Campeonato Brasileiro da CBF.
  • 02 de setembro de 1987: A CBF proíbe amistosos de todos os clubes no Brasil.
  • 02 de setembro de 1987: Clubes de fora do Módulo Verde se reúnem na AA Portuguesa (SP) para decidir quais ações tomar.
  • 03 de setembro de 1987: Criados os Módulos Azul e Branco.
  • 03 de setembro de 1987: A CBF define que os dois representantes da Taça Libertadores da América de 1988 saem do quadrangular final.
  • 03 de setembro de 1987: Coritiba (PR), Goiás (GO) e Santa Cruz (PE) são convidados a jogar o Módulo Verde.
  • 04 de setembro de 1987: Sport (PE) diz que não joga Módulo Amarelo sem cruzamento dos grupos.
  • 07 de setembro de 1987: A Varig é a mais nova patrocinadora da Copa União, depois de TV Globo, Açúcar União, Coca-Cola e Editora Abril.
  • 08 de setembro de 1987: Reunião do Clube dos 13.
  • 08 de setembro de 1987: Eurico Miranda aprova o cruzamento dos Módulos Verde e Amarelo em nome do Clube dos 13.
  • 09 de setembro de 1987: Clube dos 13 divulga regulamento detalhado no Hotel Transamérica, em São Paulo. Neste documento, se prevê a Copa União de 1988 com 20 clubes (os 16 de 1987 e os quatro primeiros do Módulo Amarelo). O quadrangular final não faria parte do Campeonato Brasileiro e definiria apenas os times brasileiros da Libertadores.
  • 11 de setembro de 1987: 1ª rodada do Módulo Verde.
  • 11 de setembro de 1987: Guarani entra na justiça para ser incluído no Módulo Verde.
  • 13 de setembro de 1987: 1ª rodada do Módulo Amarelo.
  • 20 de setembro de 1987: O America comunica que não participa do Módulo Amarelo.
  • 21 de setembro de 1987: O Clube dos 13 se reúne na Toca da Raposa e avisa que não quer mais pagar 5% da bilheteria dos jogos do Módulo Verde à CBF.
  • 22 de setembro de 1987: CBF e Clube dos 13 selam acordo. 
  • 05 de outubro de 1987: O Clube dos 8 é formado por times do Módulo Azul e decide não participar do Campeonato Brasileiro. Ele voltaria atrás logo depois.
  • 10 de outubro de 1987: O America inicia uma excursão pelo Norte e Nordeste.
  • 09 de dezembro de 1987: O Americano se sagra campeão do Módulo Azul.
  • 13 de dezembro de 1987: Finais do Módulo Verde e Amarelo.
  • 14 de dezembro de 1987: Clube dos 13 formaliza que seus representantes, Flamengo e Internacional, não disputarão a Copa Brasil e que o Flamengo é o campeão brasileiro, título reconhecido por todos os 16 participantes do Módulo Verde.
  • 20 de dezembro de 1987: CBF confirma Brasileirão de 1988 com 20 clubes: os 16 do Módulo Verde e os quatro melhores do Módulo Amarelo (Sport, Guarani, Bangu e Atlético/PR).
  • 14 de janeiro 1988: Clube dos 13 anuncia que está fora do quadrangular e abre mão das vagas na Libertadores.
  • 15 de janeiro de 1988: Conselho Arbitral. Flamengo obtém maioria qualitativa mas somente a unanimdade poderia mudar o regulamento.
  • 21 de janeiro de 1988: A CBF publica a tabela do quadrangular final.
  • 22 de janeiro de 1988: o Guarani abdica do título do Módulo Amarelo e a CBF reconhece o Sport campeão do Torneio Roberto Gomes Pedrosa.
  • 24 de janeiro 1988: Guarani WO-0 Flamengo; Sport WO-0 Internacional; e o Flamengo vence a Costa do Marfim na Gávea.
  • 27 de janeiro de 1988: Sport WO-0 Flamengo; Guarani WO-0 Internacional.
  • 30 de janeiro de 1988: O Operário/MS se sagra campeão do Módulo Branco.
  • 31 de janeiro de 1988: Guarani e Sport empatam pelo quadrangular. O Flamengo estreia contra o Vasco da Gama na Taça Guanabara quando deveria estar enfrentando o Internacional pelo quadrangular.
  • 07 de fevereiro 1988: Última rodada do quadrangular final. O Sport se sagra campeão da Copa Brasil.
  • 11 de fevereiro de 1988: O CND comunicou que não havia dado aval à CBF para que o quadrangular fosse realizado.
  • 17 de maio de 1988: A CBF comunica à FIFA que o campeão brasileiro de 1987 é o Sport.
  • 24 de maio de 1988: A CBF inscreve Sport e Guarani na Taça Libertaadores da América.
  • 02 de junho de 1988: Flamengo e Internacional entram com ação no STJD pedindo que a CBF não homologue o Sport campeão.
  • 09 de junho de 1988: STJD dá ganho de causa a Flamengo e Internacional.
  • 20 de junho de 1988: CBF ignora STJD e confirma Sport e Guarani na Libertadores.
  • 24 de junho de 1988: C13 anuncia a criação da Federação Brasileira de Futebol Profissional para substituir a CBF. No mesmo dia, clubes decidem ceder jogadores à seleção brasileira.
  • 01 de julho de 1988: Flamengo ganha liminar na justiça do Rio para que CBF não autorizasse estreias de Sport e Guarani na Libertadores. Como a competição porém era da CONMEBOL, o documento não teve efeito.
  • 02 de julho de 1988: Guarani e Sport estreiam na Taça Libertadores da América.
  • 02 de setembro de 1988: CBF divulga tabela e regulamento da Copa União com 24 clubes.
  • 24 de agosto de 1990: Justiça Federal pede para que Sport e Flamengo apresentem suas razões para serem declarados campeões de 1987. Os pernambucanos entregam seus documentos com atraso. O Flamengo ignora o pedido.
  • 19 de julho de 1992: O Flamengo conquista o Campeonato Brasileiro e recebe a Taça das Bolinhas. Se se confirma o título de 1987, Mengão ficaria com a posse definitiva do troféu.
  • 19 de dezembro de 1993: O Palmeiras conquista o Campeonato Brasileiro e já não recebe a Taça das Bolinhas.
  • 02 de maio de 1994: Justiça Federal dá ganho de causa ao Sport. O Sport é campeão brasileiro pois o Conselho Arbitral de janeiro de 1988 não deu unanimidade à mudança no regulamento.
  • 15 de agosto de 1997: Recurso da União defende o Flamengo campeão brasileiro de 1987.
  • 09 de setembro de 1997: Coritiba, Goiás e Sport são admitidos no Clube dos 13. O Sport só entrou, pois aceitou dividir o título de 1987 com o Flamengo.
  • 10 de março de 1999: STJD nega agrvo da União.
  • 05 de abril de 1999: Sentença transitada e julgada. É imutável a decisão no campo jurídico. Sport é o único campeão brasileiro de 1987. 
  • 01 de maio de 1999: Atlético/PR, Guarani Portuguesa e Vitória entram para o Clube dos 13.
  • 16 de abril de 2001: fim do prazo de apeleçaão da decisão da justiça. O Sport é o único campeão brasileiro de 1987.
  • 31 de outubro de 2007: O São Paulo conquista o quinto título brasileiro.
  • 14 de abril de 2010: A CBF confirma o São Paulo como primeiro time cinco vezes campeão brasileiro. Os paulistas receberiam em definitivo a Taça das Bolinhas.
  • 22 de dezembro de 2010: A CBF reconhece os campeões da Taça Brasil (1959 a 1968) e do Robertão (1967 a 1970) como campeões brasileiros. A conquista da Copa União pelo Flamengo segue irreconhecida por decisão da justiça.
  • 14 de fevereiro de 2011: Juvenil Juvêncio, ex-diretor do Clube dos 13 em 1987, recebe a Taça das Bolinhas da CBF. 
  • 14 de fevereiro de 2011: Flamengo consegue liminar impedindo a entrega da Taça das Bolinhas mas isso foi depois da cerimônia.
  • 21 de fevereiro de 2011: A CBF reconhece Sport e Flamengo campeões brasileiros de 1987.
  • 27 de maio de 2011: A 10a Vara da Justiça Federal de Pernambuco revoga a decisão da CBF. Sport é o único campeão brasileiro de 1987 sob pena de multa.
  • 14 de junho de 2011: A CBF declara o Sport o único campeão brasileiro de 1987. Ricardo Teixeira se diz contra a atitude mas acata decisão da justiça.
  • 01 de dezembro de 2012: A Taça das Bolinhas deixa o Morumbi e volta para o cofre da Caixa Econômica Federal.
  • 08 de abril de 2014: O STJ decide 4 a 1 a questão do título a favor do Sport que continua sendo o único campeão brasileiro de 1987.
  • 18 de abril de 2014: O STF decide por 3 a 1 não acolher recurso extraordinário do Flamengo.
  • 17 de março de 2018: Decisão do STF transita em julgado. Não há mais instância jurídica à qual o Flamengo possa recorrer.


Alguma Chance de Criação de Uma Liga no Brasil?

A Copa União (o Módulo Verde de 1987) foi revolucionário. No entanto, ele esbarrou na desunião dos clubes. O Vasco da Gama já havia traído o movimento antes mesmo de seu campeonato começar. O próprio Vasco e o Fluminense votaram contra o pedido do Flamengo no Conselho Arbitral de 1988.

Não vejo como haver uma liga no Brasil sem o reconhecimento do título de 1987 do Flamengo, que é o clube que está melhor das pernas atualmente - financeiramente e tecnicamente. Enquanto isso, alguns coirmãos como Cruzeiro, Corinthians, Vasco da Gama e Botafogo passam dificuldades para pagar as contas.


Fontes Consultadas (entre Muitas Outras)