Associação Atlética Portuguesa

Constantino Paiva e Joaquim Martins Leal foram os maiores incentivadores para a criação da Associação Atlética Portuguesa. A ideia de criar um novo clube de futebol na cidade do Rio de Janeiro surgiu após uma excursão de ambos os negociantes à cidade de Santos em 13 de novembro de 1924. Eles eram negociantes de sacos de aniagem e participaram de uma "pelada" com seus colegas de profissão do estado de São Paulo.

Como a maioria dos participantes do jogo eram de origem portuguesa ou portugueses e torcedores da Portuguesa Santista, a dupla carioca decidiu criar a Associação Atlética Portuguesa, mantendo as cores e o nome da sua homônima santista.

Em 17 de dezembro de 1924, na casa comercial de Luís Gomes Teixeira, foi batido o martelo. O estatuto foi publicado em 02 de janeiro de 1925 e Luís Gomes Teixeira foi empossado como primeiro presidente do clube.

Como todo clube precisa de um terreno para sua sede, o da Lusa Carioca passou a ser um à rua Visconde de Itaúna, 201, no Centro. Esta rua não existe mais, pois foi desalojada para a construção da Avenida Presidente Vargas. Depois disso, a rubro-verde mandou partidas no SC Rio de Janeiro (Rua Morais e Silva) nos anos 30; estádio do Andarahy (atual rua Campos Salles - do America FC) entre os anos 40 e 50; e no Rosita Sofia (bairro do Cosmos) entre os anos 50 e 60.

O grande salto da Zebra foi ter adquirido o Jockey Club da Guanabara em 1964 e inaugurado o estádio Luso-Brasileiro e sua nova sede social e esportiva em 1965.

Apesar de nunca ter conquistado um Campeonato Estadual, a Portuguesa sempre se dedicou ao futebol profissional e de base. Sua participação nos esportes amadoras é discreta, tendo se dedicado ultimamente ao Futsal, Tiro com Arco e Futmesa.


Os Títulos da Portuguesa

Boliche

Futebol

Futebol - Categorias de Base

Futmesa

Futsal



As Temporadas da Portuguesa



Estádio Luso-Brasileiro



Estatísticas da Portuguesa



Imagens

Escudo da Portuguesa




Hino da Portuguesa

Artigos Relacionados

Nenhum comentário: